Cinquenta coisas, que nunca pesaram tanto!

dezembro 10, 2011

50 coisas que não gosto
Não gosto do som do despertador nem de sair da cama sem saber o que vou vestir. Não gosto de acordar de mau humor nem de perder o autocarro. Não gosto de apanhar comboios cheios nem fazer a viajem em pé. Não gosto de ouvir musica alta, nos transportes nem de ouvir a música das outras pessoas. Não gosto de esperar pelos transportes nem quando as nuvens escondem o nascer do sol mais lindo do mundo, o meu. Não gosto do vento. Não gosto de cheiro do pão queimado nem do cheiro de leite simples quente. Não gosto de chegar atrasada. Não gosto de não estar atenta. Não gosto de minha letra. Não gosto de me sentir adormecer durante uma aula nem de passar uma aula inteira em piloto-automático. Não gosto de me sentir acompanhada pelas pessoas erradas nem de almoçar sozinha. Não gosto de filas nem  de ir ao multibanco. Não gosto de ter as luvas molhadas nem de secar-las à bata (mas faço-o sempre). Não gosto do cheiro, a químicos, da minha bata. Não gosto de andar sem a minha máquina fotográfica nem sem o meu livro. Não gosto de ficar sem bateria no mp3 a meio do dia. Não gosto de estar chateada nem de me sentir entediada. Não gosto de ver televisão nem de ouvir reclames na rádio. Não gosto de perder-me nas horas enquanto leio blog's nem quando estou ver imagens. Não gosto queimar tempo no msn. Não gosto de estudar e ainda assim não perceber a matéria. Não gosto de deitar cedo nem de ficar a estudar até tarde. Não gosto de ver pessoas fotografarem o pôr do sol em vez de apreciarem-no. Não gosto de grafites em monumentos, nem nos comboios nem em prédios. Não gosto da maior parte dos perfumes femininos. Não gosto de ver cartazes colados às paredes, muros, postes. Não gosto de ter o quarto desarrumado nem de arrumá-lo. Não gosto de pessoas que julgam pela aparência nem de chegar a casa quando já é noite. Não gosto de salada nem de batatas fritas. Sim, eu não gosto de batatas fritas!

You Might Also Like

0 comentários

Subscribe