n+2

junho 04, 2012

n+2
hoje acordas de cara lavada, tudo o que passou ficou preso aos lençóis da cama, mais tarde a ser trocada. és nova e sentes-te como tal, não sabes o porquê mas estás e sentes-te mais leve, ainda não te recordaste das coisas do habitual, apenas da rotina que hoje não doí. colocas os cremes o rimel o batom e o perfume. passas por um espelho, o mesmo de todo os dias, mas hoje está diferente, sorris à tua imagem. és tu! Já do lado de lá da porta respiras pela primeira vez neste dia, não custa, hoje o ar não pesa. segues para o sitio do costume que hoje e só hoje está mais colorido mais primaveril, fazes a viagem de todos os dias, vês as caras de todos os dias, os mesmo carros e o sinal fecha e abre aos mesmo minutos, não entendes mas não queres entender. hoje não! os olhos curiosos, outrora apaixonantes, fixam-se em ti e querem saber querem conhecer querem apaixonar mas hoje não! hoje és tu que não reparas, na verdade nem te lembras de reparar, o sol já vai alto e tu ainda não te recordaste das coisas do habitual. E continuas com coragem, pela aquela rua tão difícil de atravessar e as cabeças rodam à procura do pisar altivo que se faz ouvir e ao qual toda esta sumptuosa cidade já se curvou, és tu! Continua porque hoje ainda não te lembraste das coisas do habitual, hoje ainda não procuraste e repara, estás a ser encontrada.

You Might Also Like

0 comentários

Subscribe