Dúvida da verdade

outubro 19, 2012

tumblr qoute
a dúvida não nasce sozinha, não ela nasce porque acreditamos. acreditamos demais até, acreditamos de olhos fechados, sem justificações, simplesmente acreditamos. um dia tu mentes e tudo o que acreditava é posto em causa, uma lista mental de todas as tuas palavras são feitas no meu pensamento, um processo que leva segundos a organizar, quanto está tudo direitinho e certinho o sistema acaba por colocar um ponto de interrogação em todas as tuas palavras. será? é possível que a máquina funcione mesmo assim? a dúvida instala-se e a sede de desvendá-la aconchega-se a mim. são feitas perguntas disfarçadas e as respostas inocentes e não pensadas são dadas, uma nova lista é feita, bate certo, não bate certo, o rearranjo mental é feito e mesmo quando há um número considerável de não-bate-certo o coração encarrega-se de pôr a mão no fogo. o fogo queima e não é necessário queimar a mão para saber, mas a mão já está no fogo e não doí, as ligaduras são provisórias e amenizam a dor porque não a queremos sentir, porque o coração que acredita diz que está tudo certo e que são tudo manhas da máquina-cérebro. nós? acreditamos e avançamos na dúvida? mas o que doí mais, a dúvida ou a verdade? a dúvida bate esfola pontapeia, dá cabo de ti, deixa-te pequena e rouba-te os sorriso as vontades e a visão, a dúvida corrói e mata aos poucos. o que doí mais? a dúvida ou a verdade? um dia, já virada em trapo-pano-de-pó cansas-te e perguntas. a verdade é dita em forma de resposta. será? e quando a resposta não é aquela que querias ouvir? a dúvida instá-la-se...

You Might Also Like

4 comentários

  1. opa falaste tão mas tão bem neste post. não faria melhor, ma está tentei várias vezes falar sobre isto! és brilhante a escrever e a dúvida essa torna-nos doentes :|

    ResponderEliminar
  2. Concordo com a Lú ! Absolutamente fantástico! É sempre melhor a verdade, a mentira dói aos poucos, sempre que recordamos doi. Mas a dúvida tortura-nos :|

    ResponderEliminar
  3. A verdade raramente é o que queremos ouvir... Adorei o texto, tens muito jeito!

    ResponderEliminar

Subscribe