Lisboa

março 09, 2016

As reacções são sempre as mesmas: Como assim este pedaço de céu estava tão próximo de mim e eu nunca vim aqui? Como assim, fica na rua atrás da que passei durante anos? Como assim nunca viemos aqui? Que vista é esta? Mas onde estão os sons da cidade? Entramos num mundo à parte ou é só impressão minha?

Lisboa Lisbon

Depois do silêncio inicial. Depois de contemplar a vista. Depois de alimentar a alma. Estas são as nossas perguntas, quase sempre sem resposta. Cada vez mais tenho a certeza que são os recantos, outrora desconhecidos, da minha própria cidade que me alimentam a alma. E o mais engraçado é que sempre que andamos por ruas que nunca fomos, a conhecer caminhos novos, de mapa na mão e com o nome da rua na cabeça, chegamos sempre a um sitio que já conhecemos. Chegar a um sitio que já conhecemos é como chegar a casa, uma casa que está cada vez maior, que não para de crescer. 

Partilho muito no instagram (@moonica.monteiro) os locais que, tiram-me a respiração ou que simplesmente alimenta-me a alma e rasgam-me um sorriso no rosto, mas decidi fazer mais que isso e dar-lhes palavras. Espero que este tema vos interesse, pois vou começar a a partilhar aqui no blogue estes meus locais 

You Might Also Like

0 comentários

Subscribe